A Famosa Logomarca

22 de novembro de 2016 Identidade Visual

Outro dia qualquer, estava eu sorridente, procrastinando durante minha hora de descanso, quando me deparei com a velha briga entre designers e publicitários (muitas vezes até designers x designers) sobre a palavra LOGOMARCA.

Até então em nada havia me interessado entrar na discussão, tendo estudado sobre o assunto e cansado de discussões inúteis e pessoas com ideias sem fundamentos, porém analisando aquele tópico, reparei o uso de diversas expressões, e muitas delas com significado errado ou trocado, a partir desse momento surgiu a necessidade de que tudo fosse explicado, não só o porquê da expressão “logomarca” estar errada.

Branding pode ser definido como o ato de criar/administrar a imagem/marca (BRAND) de uma empresa.

De acordo com a professora e consultora em marcas Monica Sabino, “Branding é um sistema de comunicação que deixa claro porque a marca importa”. Branding então é a imagem percebida que o consumidor tem sobre um produto, serviço, empresa ou até mesmo marca. É a percepção que o consumidor tem sobre algo – esta percepção pode ser boa ou ruim. Design Blog.

Temos também um vídeo realizado pela Norwich Business School, da University of East Anglia (Reino Unido) e postado no brainstorm9 que nos oferece uma boa análise.

E esse ato de criação/administração da marca, desde a pesquisa (sobre o cliente, a concorrência, o mercado, o público-alvo), a elaboração do briefing, a escolha dos conceitos, os primeiros sketchs, passando pelos acertos na malha, a finalização, a criação do manual de identidade visual, a aplicação em diversos meios de comunicação e peças gráficas, sinalização interna e externa da empresa, etc., resulta na Identidade Visual.

Logo, “um projeto de identidade visual tem o propósito de desenvolver a marca e os elementos gráficos que constituem a identidade visual de uma instituição ou de um produto”. MUNHOZ, Daniella Michelena. Manual de identidade visual: Guia para Construção.

Portanto, Marca é o nome da empresa ou do produto, a designação que define uma personalidade, um conjunto de ações de comunicação junto a públicos internos e externos.

Marca é “nome, símbolo gráfico, logotipo ou combinação desses elementos, utilizado para identificar produtos ou serviços de um fornecedor/vendedor e diferenciá-los dos demais concorrentes. Quando registrada, a marca tem proteção legal e só pode ser utilizada com exclusividade por seu proprietário legal.” DELANO, Rodrigues. Naming: o nome da marca.

O símbolo e o logotipo são formas de grafar a marca, de torná-la visualmente tangível.

Logotipo:

Forma particular como o nome da instituição ou produto é representado graficamente, pela simples escolha de uma fonte de texto ou desenho original de uma fonte específica. DUTRA, Fábio. Você sabe a diferença entre logotipo, símbolo, logomarca e marca?

Símbolo constituído por uma palavra graficamente particularizada que, portanto, também gera associações sucessivas. ESCOREL, Ana Luiza. O Efeito Multiplicador do Design. Editora Senac, pág. 56.

Símbolos Gráficos, como a cruz, a suástica, o símbolo da Volkswagen ou da IBM remetem a uma série de significados que se superpõem, num longo encadeamento. Diferentemente de Signos Gráficos que são sinais que possuem apenas um conceito ou significado. Uma seta indicativa de direção não traduz senão a direção para a qual aponta.

O símbolo e o logotipo são formas de grafar a marca, de torná-la visualmente tangível. É comum as pessoas se referirem ao símbolo como marca. Diz-se freqüentemente: a marca da Coca-Cola ou da Fiat, quando, na verdade, a intenção é a referência ao logotipo da Coca-Cola ou da Fiat. Da mesma maneira, símbolos também são chamados de marcas e também é comum se ouvir referência à marca da Volkswagen ou da Mercedes-Benz, quando a designação correta seria símbolo (…). Logos em grego quer dizer conhecimento, e também palavra. Typos quer dizer padrão e também grafia. Portanto, grafia-da-palavra ou palavra-padrão. ESCOREL, Ana Luiza. O Efeito Multiplicador do Design. Editora Senac, pág. 56.

Por fim, “logomarca, seria palavra-marca ou conhecimento-marca, isso quer dizer o quê? Coisa nenhuma. E é espantosa a desenvoltura com que cerca de dois terços da população ligada à comunicação gráfica no Brasil usa e veicula essa coisa nenhuma, com a segurança de estar brandindo um termo de alto teor técnico e expressivo.” SANTOS, Hwerto. Logomarca.